<<< Revenir à ma recherche

Alejandra Herzberg

Praticien(ne) certifié(e)

Date de certification du praticien:

Date des formations continues suivies par le praticien

 

Se você já conhece a Antiginástica®, e já sabe o que está procurando, aguardo seu contato!
Se você não faz a mínima idéia do que seja e ficou curioso, faça contato! Convido você a marcar uma entrevista, que é gratuita ( e individual!). Então, poderemos conversar e você poderá descobrir se este trabalho é o que está procurando. Além disso,você poderá conhecer o espaço de trabalho… a sala  está localizada no coração do Bom Fim! (ou será o pulmão…?)
De vez em quando proponho “Sessões de Descoberta”. Nestas sessões (que também são gratuitas!) você tem a oportunidade de conhecer, perguntar, experimentar…
Sobre o que é a Antiginástica®…é tão amplo e tão simples!
Pois… se trata de nós. A partir do que é comum a todos (mesma quantidade de ossos, músculos, pele, sentidos,…e por aí vai a lista) perceber o que é próprio. Há uma organização própria. Às vezes, essa organização pode vir se tornando dolorosa…
Na AG propomos movimentos que respeitam a sua estrutura e  lhe permitem redescobrir as suas possibilidades, que vão mudando a cada momento.
Já sei que isto está ficando longo…
Mas se você ficou ainda mais curioso, a seguir cito trechos da obra da criadora deste trabalho, Thérèse Bertherat, na sua obra “A Toca do Tigre”. 

 

Boa degustação!

 

“O menor movimento do seu dedinho do pé é comandado por um músculo. O seu dedinho por acaso não consegue se mexer? É porque um músculo não deixa. De fato, nossos músculos não servem apenas para animar; eles podem entravar. O que infelizmente acontece com frequência. Em vez de serem elásticos, tornam-se duros como freios de metal. Um freio no dedinho não é muito grave? Os dedos do pé são domínio do tigre, que está acostumado a se mover por inteiro. Entravado em suas possibilidades fisiológicas, o dedo do pé pode entravar, por sua vez, os movimentos naturais da perna, da anca ou até da nuca.”

 

“Incapazes de se contraírem, incapazes de se descontraírem, nossos músculos podem parecer mortos e, no entanto, não estão. Se lhes for dada uma mínima chance, eles a aproveitam. São capazes de se pôr a vibrar, mexer-se, reviver. Tem esse dom, e para sempre.”

 

“As pessoas se preocupam com o que não vêem. Nem pensar em observar o contorno do próprio corpo, que está bem evidente, à flor da pele, e que mostra a olho nu as causas das dores.”

 

 

THÉRÈSE BERTHERAT

 “A Toca do Tigre”

 

 

 

 

 

Mes coordonnees

Praticien(ne) certifié(e)
Rua Felipe Camarão 751
403
90035-141 Porto Alegre
Brasil
51 99440-0007 / 51 3332-2390